quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Falta de ética

Merecíamos um pedido de desculpas por parte da distrital, mas até agora, nada. Com a imposição da "oferecida," o senhor caçorino devia ter um pouco de dignidade e reconhecer que nos prejudicou. Ficava-lhe bem reconhece-lo. É o que se espera de gente que parece querer mostrar uma certa postura. Disfarçam muito bem!  Da tal "oferecida" pessoa sem vergonha, muito menos se espera. Continua com o seu sorriso espampanante, orgulhosa dos seus míseros votos, finge-se de sonsa, que não fez nada de errado e que afinal, somos nós, Comissão Politica, os culpados disto tudo. Pois, não "engolimos"  a ALDRABICE!
O nosso Blog tem quase cinquenta mil visitas. Vou continuar a escrever, prometo. A pedido de várias famílias, aqui vai o mail da tal senhora e da distrital: "emplastro.candidatadatreta@237.com"
Distrital: "ninhodecobras@portimao.com"
Leonel Granja


segunda-feira, 2 de outubro de 2017

CDS Lagoa, exposto ao ridículo

O sr caçorino, presidente da distrital, impingiu-nos, à força, uma mulherzinha que se dizia com enorme potencial, para candidata à Câmara de Lagoa. Essa senhora, mesmo sabendo que não teria o apoio da Concelhia, insistiu e avançou com a candidatura. Reclamar ou fazer ver à distrital que estavam errados, de nada serviu. Segundo fontes de alguém da distrital, sempre que reclamava-mos ou escrevíamos na imprensa, amuava e fazia queixinhas aos seus amigos de Portimão, dizendo: "assim não brinco!" Lá vinham então os seus protetores, "passavam-lhe a mão pelo pêlo" e voltava a portar-se como mulher, com a idade que tem.
Esta senhora, candidata pelo CDS à Câmara de Lagoa, não passou de "um embuste." As pessoas perguntavam-me: "Então, agora o CDS tem uma "seita religiosa" a concorrer aos órgãos autárquicos!?" "Na boca deles é só amor, amor, amor!..." O nosso grupo de trabalho, sente-se envergonhado. A distrital, não nos permitiu fazer o que tínhamos planeado: elegíamos, garantidamente, pessoas em coligação com o PSD. Tudo por um capricho da tal senhora ondina. O sr caçorino é um fraco, deixa-se manipular. Prejudicou-nos, mas continua a assobiar para o lado, fingindo que não se passou nada. Vamos trabalhar e reforçar a nossa Concelhia, com novos militantes. Isso permite-nos votar em força, numas próximas eleições para uma NOVA DISTRITAL. A abandonada Sede desta distrital, em Faro, precisa de uma lufada de ar fresco. Fora com esta gente, geradora de ódios.  
Leonel Granja 

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

A coisa falhou

Era nossa intenção publicar na imprensa desta semana, o pedido de demissão de um membro da nossa Concelhia, eleito para a distrital na Lista do sr caçorino. O militante Gravanita Franco, tinha tudo escrito, só faltava assinar, mas aconteceu o imprevisto. Há cerca duas semanas sentiu-se mal e teve de ser internado de urgência. Felizmente já recuperou e parece estar tudo bem, mas não deu tempo para publicar na imprensa, antes do acto eleitoral.
No seu pedido de demissão podia ler-se, "que se demitia em solidariedade para com a Concelhia de Lagoa e que de maneira nenhuma pretendia continuar a pertencer àquele grupo de gente." Diz também que "essa senhora, uma tal ondina, teve o desplante de se candidatar à Câmara, sem o apoio do grupo de trabalho. Diz que, "se tivesse um pouco de dignidade, ao saber que a Concelhia não a queria, retirava-se."
Nós concordamos com ele, mas isso tem a ver com o carácter da pessoa.
Vai de certeza enviar o pedido de demissão para a fragilizada distrital, será enviado para a imprensa, mas não tem o mesmo impacto.
Leonel Granja


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Aquela senhora

Desde que a nossa Comissão Política decidiu não apoiar a tal mulherzinha, candidata à força e com o apoio de alguma gente da distrital, (dois ou três) à Câmara de Lagoa, que o senhor caçorino não pára de a promover. Aquele grupinho de gente, "ninho de cobras" que existe em Portimão, tudo tem feito para promover a "amiguinha." Essa senhora, de sorriso espampanante, vem agora dizer que ama os eleitores de Lagoa. Ridículo! Pode continuar a dar entrevistas, todas encomendadas pelo presidente da distrital, inclusive no "correio da manhã," que a nossa gente não acredita em candidatos da treta.
Muito nos surpreende a atitude do senhor caçorino. Para proteger uma pessoa, prejudica um grupo de trabalho. Vou utilizar uma frase que foi usada por um treinador de futebol, (Manuel Machado) para um colega, também treinador de futebol: (Jorge Jesus) "um vintém é um vintém e um Cretino é um Cretino."
Leonel Granja

sábado, 16 de setembro de 2017

Falta de tempo

Ao contrario de algumas pessoas, o meu tempo livre é muito pouco. Outros há que têm tempo livre de mais. Será o caso do choninhas, colega de "trabalho" da outra. O tal do mini aspirador. As esquinas de Portimão e Lagoa, estão cada vez mais polidas. Já aqui escrevi e repito: são polidores de esquinas, que trabalham na empresa ao virar da esquina. Sendo assim e porque não é fácil, é suposto que esta gente tenha de fazer algumas "habilidades." Para viver, claro. Imagino eu!
Leonel Granja

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Choninhas

O choninhas, o mentor, aquele que influenciou a Distrital a aceitar a sua "amiguinha" como candidata "para quedista" à Câmara Municipal do nosso Concelho, numa atitude vergonhosa de ingerência de Portimão para com Lagoa, que se cuide. Esperamos por ele na campanha da tal mulherzinha! 
Significado de choninhas? É fácil, pesquisem na net.
Leonel Granja

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A intrusa

Estou a ser pressionado, pelo meu vice, para contactar os restantes membros da nossa Comissão Política, no sentido de os convencer a reunir em breve. Convocar uma reunião em pleno mês de Agosto, não será fácil, mas vou tentar.
O que vai sair dessa reunião, não vai agradar à Distrital, mas quem não nos respeita, não merece ser respeitado. Estes senhores, estão a fazer tudo para proteger a mulherzinha e nós vamos para a imprensa desmascarar esta gente. Aceitar à força refugo de outros Partidos??? Somos otários? Otários são aqueles que se vendem. Otáros são aqueles que preferem "importar sucata," rejeitando pessoas válidas e da terra, por gente falsa.
Leonel Granja